Jundiaí pode ficar sem desfile da avenida

A Prefeitura de Jundiaí (que tem déficit de cerca de R$ 100 milhões deixado pela administração passada), deve substituir o desfile do Carnaval da avenida neste ano por ações populares.
Membros de uma escola de samba revelaram, ao “Jornal da Região”, que estão negociando com a Prefeitura – que está sem verbas para custear cerca de R$ 3 milhões para o Carnaval -, por atividades populares nos bairros.

Uma das escolas pediu apoio para promover apresentação no bairro do Eloy Chaves. Outra na Vila Hortolândia.

A Secretaria de Cultura também está apoiando as iniciativas populares, como é o caso do Bloco Afro Kekerê, que acertou a sua participação no Carnaval de 2017 na Vila Rio Branco.

O bloco vai sair, no domingo, dia 19 de fevereiro, em frente ao Maxi Shopping, na avenida Frederico Ozanan, em direção da Ponte São João.

Segundo Vanderlei Victorino, o BA, a concentração vai ocorrer às 16 horas, com participação livre de qualquer pessoa interessada em se divertir.

Os blocos interessados em realizar eventos nos bairros devem fazer comunicado à Secretaria de Cultura, para evitar problemas com o fechamento de ruas.

Vários leitores do “JR” tem sugerido ao prefeito Luiz Fernando Machado a suspensão do desfile do Carnaval e a destinação dos recursos financeiros para o Hospital São Vicente de Paulo.

%d blogueiros gostam disto: