Unidades de Saúde de Itatiba ficam sem profissionais

O prefeito de Itatiba, Douglas Augusto (PPS), convocou coletiva de imprensa para o final da tarde de segunda-feira (2), para falar sobre seu primeiro dia como alcaide do município e do encerramento do contrato que havia entre prefeitura e Santa Casa, para atendimento dos profissionais de saúde nas unidades públicas do município.

“O contrato entre prefeitura e Santa Casa, que oferecia profissionais para unidades de saúde como enfermeiros, auxiliares de enfermagem, auxiliares administrativos, fisioterapeutas, educadores físicos, fonoaudiólogos, entre outros profissionais, foi encerrado em 31 de dezembro de 2016. Isso não ocorreu por imperícia da antiga administração, mas sim devido à decisão do Ministério Público do Trabalho, que apontou irregularidades no documento. Enquanto não houve provocação, ela [Santa Casa] cedeu funcionários, agora não mais, pois o contrato de serviço entre as partes foi entendido como terceirização, algo que é objeto fim da prefeitura”, explicou o prefeito.

Ainda de acordo com Douglas, ele e seu secretariado estiveram reunidos durante toda segunda à busca de encontrar solução para, se não resolver, amenizar o problema o mais breve possível. “Buscamos alternativa para não termos deficiência no atendimento à população. Consultamos a antiga administração e de acordo com os responsáveis, não foi possível prorrogar o contrato pois isso poderia gerar ação na Justiça contra o antigo prefeito e o atual. A conclusão que chegamos após analisarmos várias ideias, é a possibilidade de contratação de uma OS”, afirmou.

O prefeito comentou ainda que na terça-feira (3) haverá queda no número de atendimentos. “Procuramos nossos servidores para fazermos força tarefa emergencial. Vamos buscar os profissionais que temos de maneira urgente. As unidades poderão ser abertas em meio período. O que informo é que não temos mais contrato com a Santa Casa, não houve prorrogação do contrato. O prefeito anterior [João Fattori] poderia ter feito contratação de OS e a situação não chegaria a esse ponto. Temos muitos problemas, em outras áreas, várias discussões, mas a prioridade é restabelecer os serviços nos postos de saúde. Fazemos o comunicado pois a população irá sofrer diretamente com esse problema”, argumentou.

Levantamento feito pela equipe da prefeitura nesta segunda aponta que o poder público atualmente tem apenas seis enfermeiras e quatro médicos clínicos. “Estamos à busca de solucionar o problema. Enquanto isso, peço que as pessoas que apresentam problemas considerados leves procurem a Upa. Sintomas mais graves a Santa Casa, pois ela é obrigada a atender a população, pois esse contrato não foi rompido”, comentou.

UPA

Até poucos dias antes do Natal, a UPA em Itatiba passou por manifestação dos profissionais que atendem nesta unidade devido aos atrasos de pagamento de salário entre outros problemas. Indagado sobre esta questão, o prefeito disse a UPA está apta a atender a população. “Semana retrasada visitei a UPA e diretor da ABBC, Edson Junior, garantiu que a situação seria normalizada entre o Natal e Ano Novo. Procuramos alguns funcionários e eles disseram que os salários foram quitados. Vamos procurar a ABBC e o contrato, que tem vigência até julho desse ano, seja cumprido de maneira integral”, declarou Douglas.

A UPA em Itatiba é administrada pela Organização Social (OS) ABBC. Ela poderá ser responsável pelo atendimento dos profissionais dos postos de saúde do município, caso apresente a melhor proposta. “Será contratada uma OS para prestar os serviços nas unidades de saúde para que a população passe poucos dias com esse problema e vamos trabalhar para que ainda este mês seja solucionado.  A OS oferece projeto, a prefeitura analisa e contrata. Todas as Organizações que existem no município podem participar. Esta é a melhor alternativa e única plausível. O contrato com a Santa Casa não era ruim para prefeitura, mas a Justiça disse que é há vícios e vamos cumprir o que ela determina”, afirmou.

“A população pode sofrer consequências do fim desse contrato mas vamos trabalhar em três turnos para chegar a uma solução o mais rápido possível”, Douglas, prefeito de Itatiba, sobre o fim do contrato entre prefeitura e Santa Casa.

Douglas comenta andamento de obras de pontes e atraso de pagamento aos servidores

Douglas falou também sobre as obras para construir as pontes que foram derrubadas pelas chuvas que atingiram Itatiba entre fevereiro e março do ano passado. De acordo com ele, o responsável pela obra disse que a ponte próxima à Universidade São Francisco deve ser entregue ainda este mês e a que dá acesso ao bairro do Cruzeiro, a obra está paralisada devido a fiação das empresas Net e Embratel.

“A antiga administração demorou para agir e entrar em contato com essas empresas. Nós entramos em contato e se até o fim dessa semana não houver a remoção dessa fiação, nós faremos o serviço e a obra será retomada e poderá ser entregue até final de março, caso as condições climáticas colaborem com o serviço”, explicou.

Sobre o atraso no pagamento dos salários dos servidores referentes a dezembro, o prefeito desculpou-se pelo equívoco da antiga administração. “Acreditávamos que tudo estava certo. Somente hoje [segunda] assinamos os cheques dos salários dos servidores referentes a dezembro de 2016 e férias dos professores. Peço desculpa aos servidores, isso deveria ter sido quitado até o dia 1º, mas não ocorreu. Entramos em contato com o Bradesco e o Banco do Brasil e conseguimos viabilizar o pagamento para terça-feira [3]”, encerrou.

Texto e Foto: Ivan Gomes