Polícia fecha o cerco ao Grupo RDA-Moreira

Por determinação da Justiça de Jundiaí a Polícia apreendeu nesta sexta-feira os computadores, documentos e equipamentos utilizados pela seis empresas do Grupo RDA.

O grupo é apontado como responsável por causar prejuízos financeiros a cerca de 10 mil pessoas com movimentação financeira acima de 1 bilhão de reais no mercado paralelo.

Ninguém foi preso. Apenas houve 12 mandados de busca e apreensão dos computadores, documentos, extratos bancários e caixas com os cadastros financeiros de todos os clientes.

O material vai ser analisado agora pela Perícia da Polícia Científica e da Polícia Civil, além da Justiça.

Várias vítimas prestaram queixa na Polícia, mas não houve resultado prático da Polícia Federal, sendo necessária a ação da Justiça de Jundiaí.

No mês de maio deste ano a juíza Adriana Nolasco da Silva condenou a RDA e Grupo Moreira a devolverem para uma cliente R$ 196 mil.

Os investidores não vão receber o dinheiro de volta nessa operação da Polícia e da Justiça. Mas, podem ter esperanças de que os investigadores descubram onde foram parar suas aplicações financeiras.

%d blogueiros gostam disto: