Preso do CDP de Jundiaí engoliu celular

O ajudante geral Douglas Eduardo Quirino Lopes, de 21 anos, que está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí teve de ser levado ao Pronto Socorro do Hospital São Vicente de Paulo.

Durante revista de rotina no presídio, da Rodovia dos Bandeirantes, ele engoliu um telefone celular, preto, com chip.

Um agente penitenciário desconfiou das atitudes do detento e o conduziu ao hospital, no Centro de Jundiaí, para a realização de exame de raios x. No exame foi confirmado que o aparelho estava no estômago de Douglas Lopes. O preso acabou confessando que engoliu porque ficou com medo das consequências se fosse flagrado com o aparelho na cela.

Os médicos do hospital de Jundiaí realizaram procedimentos para o preso expelir o aparelho pela boca, do contrário seria necessária uma cirurgia.

%d blogueiros gostam disto: