Guardas promovem o “De volta para Casa”

Os guardas municipais de Jundiaí, Correia e Pierre, ficaram sensibilizados com a história de vida de um morador de rua. Eles resolveram bancar, do próprio bolso, a passagem de ônibus de Robson Dorival Constantino, de 35 anos, para sua casa, em Itajubá, em Minas Gerais.

Robson vinha sendo acompanhado pelo programa “Crack é Possível Vencer”, da Guarda Municipal, que monitora os moradores de rua.

Com 35 anos, solteiro, ele explicou que deixou sua cidade há cinco anos esperando conseguir emprego na região de Jundiaí. Mas viu que a situação estava difícil. Além de acabar o dinheiro que reservou para começar vida nova, perdeu seus documentos e sua “identidade de vida”, passando a morar nas ruas.

Ele perdeu os contatos com a família e ficou solitário, “perambulando” pelas ruas de Jundiaí.

Os Guardas Correia e Pierre já estavam acompanhando o caso de Robson. Na manhã de sexta-feira (19) os agentes encaminharam Robson ao 7° Distrito Policial, onde foi elaborado o boletim de ocorrência de perda de documentos. Depois os guardas pagaram, do próprio bolso, a passagem de ônibus para Robson reiniciar a vida ao lado da família em Itajubá.

Na rodoviária, emocionado, Robson agradeceu os Guardas pela ajuda prestada. Sem essa ajuda ele não tinha como reiniciar a vida.

A Guarda Municipal de Jundiaí atende a população pelos telefones 153 e (11) 4492-9060.

O “Jornal da Região” apurou que a Prefeitura possui um sistema de concessão de passagens para algumas famílias que desejam voltar para casa. Mas em períodos eleitorais e finais de ano o trabalho é limitado. Houve época em que estavam ocorrendo abusos, de pessoas que viajavam para outro estado e retornavam para Jundiaí, esperando nova passagem.