Lanchonete do Habib’s é investigada por furto de água

Uma lanchonete da rede Habib’s  está sendo investigada por furto de água. Neste terça feira (dia 9) Policiais civis da 3. Patrimônio (Delegacia de Investigações sobre Crimes contra  Órgãos Públicos) do Deic descobriram que a loja da rede, instalada na  Rua Conselheiro Rodrigues Alves, Vila Mariana  utilizava um dispositivo capaz de travar o hidrômetro e assim impedir que o aparelho registrasse o verdadeiro consumo de água do local.  O  chamado “super- imã” foi apreendido e é uma das principais provas da fraude.

Os policiais foram acionados pela própria Sabesp, a empresa pública responsável pelo tratamento e fornecimento de água na cidade. Os técnicos constaram que o estabelecimento apesar de contar com 30 funcionários e atender a centenas de pessoas diariamente mantinha um consumo de água equivalente ao de uma residência ocupada por uma família composta por cinco pessoas.

Ao chegarem ao local, os agentes depararam apenas com o supervisor do horário. Ele alegou desconhecer o esquema e afirmou que vários profissionais se revezam na mesma função ao longo das 24 horas de funcionamento.

O próximo passo é ouvir o gerente geral da loja. De acordo com o delegado Walter Romero Ferrari, da 3ª. Patrimônio, a principal dificuldade nesse caso é chegar aos verdadeiros culpados. “Trata-se de uma grande rede de franquia, e por conta disso é difícil identificar o real responsável pela fraude”. Apesar disso o delegado tem uma convicção: “Com o esquema os lucros certamente eram muito maiores do que se eles tivessem que pagar a conta certa. Esse tipo de comércio  que exige a lavagem constante de pratos e talheres e onde os clientes também usam muito  a água da pia e as descargas dos banheiros. É a tal lei de gerson. A ideia é sempre ganhar vantagem em tudo”.

Os responsáveis, logo que identificados, serão indiciados por furto qualificado.