Cinépolis lança Cinema de Arte em Jundiaí

Inserido na programação dos complexos da Cinépolis do Brasil em 8 cidades brasileiras (Fortaleza, São Luís, Natal, Recife, João Pessoa, Salvador, Manaus e São Paulo), o Projeto Cinema de Arte chega ao Cinépolis Jundiaí Shopping. Para salientar a sua importância, a abertura contará com a uma Mostra de Abertura composta por 4 produções, duas brasileiras, e duas estrangeiras. Os realizadores dos filmes nacionais estarão presentes e conversarão com o público e a imprensa.

Projeto ousado e pioneiro da Cinépolis do Brasil, o Cinema de Arte é o instrumento através do qual a Cinépolis está incluindo os filmes de arte em sua programação nacional. É a primeira grande operadora de cinema do País a promover essa inclusão, a qual concede espaço para os filmes das distribuidoras independentes, abre oportunidade para as obras relevantes das grandes e pequenas cinematografias, revela a renovação das novas gerações de cineastas, expõe as produções destacadas e premiadas em festivais no Brasil e no Mundo pela crítica internacional, oferecendo um panorama do cinema no mundo, propiciando a formação de cinéfilos. O projeto visa atender, igualmente, a uma demanda do público, que agora já pode apreciar produções cinematograficamente qualificadas nos complexos Cinépolis nos grandes shoppings do País.

As quatro produções que compõem a Mostra de Abertura foram selecionadas por critério pela qualidade e por serem inéditos na cidade.

PARATODOS (Brasil, 2016), de Marcelo Mesquita, registra preparação para os Jogos Paraolímpicos-2016 de 4 seleções paraolímpicas do Brasil – natação, atletismo, canoagem e futebol -, ao longo de 4 anos, enfocando ainda as vidas, trajetórias e os desafios enfrentados por alguns atletas em seus dia-a-dia, a superação, os obstáculos, as alegrias, as tristezas de cada um. Além de um registro histórico, o documentário também debate a questão da inclusão dos deficientes físicos na sociedade brasileira em geral.

Em exibição no dia 1º de agosto, o diretor Marcelo Mesquita estará presente para apresentar e falar com a imprensa e o público sobre a produção de PARATODOS, a partir das 19 horas, no Cinépolis Jundiaí Shopping.

Quem também estará em Jundiaí é a cineasta Ana Muylaert, conhecida por QUE HORAS ELA VOLTA?, representante do Brasil na Oscar da Academia-2016, que apresentará o seu mais recente trabalho, o drama MÃE SÓ HÁ UMA (Brasil, 2016), exibido no Festival de Berlim deste ano, onde recebeu o Prêmio de Melhor Filme Quer do Júri da revista alemã Männer, dentro do Prêmio Teddy Bear Award. O filme foi ainda vendido para mais de 15 países.

O tema de MÃE SÓ HÁ UMA é a paternidade e enfoca as agruras das crianças e adolescentes que, através dos testes de DNA, são obrigadas a trocar de família ao terem suas origens reveladas. Inspirado no caso de Pedrinho, criança raptda da maternidade e que teve em 2002 uma repercussão no País em Brasil, narra o drama do adolescente Pierre que de repente se vê perante outros pais e em conflito com a família que o criou. Há, ainda, o seu confronto com as descobertas da sexualidade e da juventude.

O drama espanhol TERRA DE MARIA (2013), de Juan Manuel Cotelo, um grande sucesso internacional com as suas mensagens de espiritualidade e fé, busca um entendimento sobre as peregrinações religiosas e as aparições da Virgem Maria, terá exibição no dia 3, quarta-feira. Um raro filme de caráter espiritual a obter elogios da crítica, tanto estrangeira quanto nacional. Sucesso de público em mais de 120 países e visto por quase 100 mil pessoas no Brasil.

 

Fechando a Mostra de Abertura, JULIETA (Espanha, 20916), a mais recente criação de Pedro Almodóvar, a de número 21, na qual ele volta a explorar o universo da mulher para tratar de silêncios e palavras nas relações familiares. Tendo por base os contos CHANCE, SILENCE e SOON, da canadense Alice Munro, 85, Prêmio Nobel de Literatura em 2013, JULIETA recebeu o prêmio de Melhor Filme no Festival de Cannes pelo International Cinephile Society Awards.

O enredo, ambientado em Madri, acompanha Julieta, mulher de meia idade, prestes a se mudar para Portugal para acompanhar Lorenzo, seu namorado. Entretanto, um encontro fortuito na rua com Beatriz, uma antiga amiga de sua filha Antía, faz com que mude de ideia.  Ela se muda, sim, é para o antigo prédio em que viveu 30 anos atrás, e, passa a escrever uma carta para a filha relembrando o passado e as relações que tinham.

Os filmes retornam ao Cinépolis Jundiaí Shopping a partir de 06 de agosto, com a exibição de PARATODOS. As estreias serão sempre aos sábados.

CINEMA DE ARTE/CINÉPOLIS JUNDIAÍ SHOPPING

Sessões aos

SÁBADOS E DOMINGOS – 14h

DE SEGUNDA A QUARTA-FEIRA – 19h30

PRESENÇA DOS CINEASTAS

/PROGRAMAÇÃO DOS FILMES

DIA 1º, SEGUNDA-FEIRA

Filme: PARATODOS (Brasil, 2016), de MARCELO MESQUITA

18h30 às 19h20 – Coletiva de Imprensa com Marcelo Mesquita

19h30 às 21h – Exibição do filme

DIA 02, TERÇA-FEIRA

MÃE SÓ HÁ UMA (Brasil, 2016), de ANNA MUYLAERT

18h30 às 19h30 – Coletiva de Imprensa com Anna Muylaert

19h30 às 21h – Exibição de MÃE SÓ HÁ UMA

DIA 03, QUARTA-FEIRA

19h30 – TERRA DE MARIA (Espanha, 2013), de Juean Manuel Cotelo

DIA 04, QUINTA-FEIRA

19h30 – JULIETA (Espanha, 2016), de Pedro Almodóvar

MAIS INFORMAÇÕES

www.cinemadearte.com.br

%d blogueiros gostam disto: