REGIONAIS: Judô comemora o título dos Jogos

O judô feminino de Jundiaí comemorou, no início da noite de sexta-feira (22), o título de campeão geral da 60ª edição dos Jogos Regionais, em Avaré. As meninas arremataram nos dois dias de disputa nove medalhas, sendo cinco de ouro, três de prata e uma de bronze. Já o judô masculino terminou a participação com o terceiro lugar na classificação geral.

“Estamos muito felizes e todas as meninas estão de parabéns. O desempenho foi surpreendente numa disputa de nível muito elevado. E tem mais: vencer Sorocaba na final foi fantástico pela rivalidade que envolve as duas equipes. É como um Brasil e Argentina, um Palmeiras e Corinthians. Clássico”, ressalta a técnica Luciana Sayaka Takayama.  Sorocaba foi a segunda colocada e Itu, a terceira.

O judô feminino começou os Regionais com o título por equipes na quinta-feira (21) e vice-campeã no kata, mas foram nas lutas individuais desta sexta-feira que Jundiaí teve um desempenho acima da média, com mais quatro medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze.

Destaque para Gislaine Garcia campeã nas categorias meio-pesado (78kg) e absoluto. “Estivemos muito bem e sair de Avaré com duas medalhas individuais e por equipe é de uma felicidade sem limite”, descreveu a atleta, com experiência de 18 anos no tatame.

Luana Lima (superligeiro até 44kg) e Ellen Rodrigues (meio-leve até 52kg) foram as outas jundiaienses que levaram ouro nesta sexta-feira. Amanda Moreira (meio-médio até 63kg) e Camila Martins (médio até 70kg) ganharam a medalha de prata, enquanto que Ísis Gonzalez (pesado acima de 78kg) faturou a medalha de bronze.

Judô masculino – O judô masculino de Jundiaí fechou a participação nos Jogos Regionais de Avaré com a terceira colocação atrás de Sorocaba (campeã) e Itu (vice). No total, foram cinco medalhas de prata e uma de bronze.

A equipe havia conquistado medalha de prata na quinta-feira (21) e nesta sexta-feira (22) arrematou mais quatro medalhas de prata e uma de bronze. Vinícius Marcondes levou prata na categoria meio-leve até 66kg. O mesmo resultado alcançou Wellington da Silva no meio pesado até 100kg e absoluto. Prata também para Carlos Eduardo da Silva entre os pesados acima de 100kg.

“Acredito que cumprimos um ótimo papel e o resultado foi bem satisfatório. A equipe foi reformulada e fizeram tudo o que foi possível”, destacou o técnico Carlos Augusto Mota Calabresi.