São Vicente começa triagem no dia 1 de agosto

A Secretaria de Saúde de Jundiaí e a diretoria do Hospital São Vicente de Paulo já definiram o novo fluxo de atendimento e acolhimento dos serviços de urgência e emergência da rede pública de saúde do município. Com isso, a partir de 1º de agosto o pronto-socorro do São Vicente começa a operar de maneira referenciada.

Em caso de urgência, os moradores de Jundiaí devem procurar um dos quatro pronto-atendimentos (PAs) do município (veja endereços abaixo). A mesma orientação serve para os pacientes das cidades da região, que devem procurar atendimento de urgência nos serviços de saúde de seus municípios. Apenas os casos de média e alta complexidade serão encaminhados para o hospital, que continua como referência em toda a região para esses atendimentos.

A decisão foi tomada após reunião entre o Ministério Público do Estado de São Paulo e os secretários de Saúde dos municípios da Aglomeração Urbana de Jundiaí (AUJ), em abril, para atender a um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), firmado em maio.

O referenciamento de pacientes de alta complexidade dos moradores de Jundiaí ao pronto-socorro será feito pelos diversos equipamentos da rede de saúde ou pelo acionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em que o médico fará a regulação do caso conforme a gravidade.

Para os pacientes da região, o referenciamento se dará por meio de solicitação de vagas no sistema Cross (central de regulação de oferta de serviços de saúde) ou pelo contato direto com o plantão regulador no próprio hospital.

É importante destacar que essa ação não vai gerar desassistência aos usuários dos serviços de urgência e emergência do município. Pelo contrário, com a nova organização a população terá seu acesso de forma mais ágil e eficiente aos serviços municipais de urgência e emergência, garantindo ainda que os casos realmente mais graves possam ser atendidos no serviço que oferte o melhor recurso disponível para aquele caso com vaga garantida.

Assistência – Para os usuários que procurarem espontaneamente o pronto-socorro do São Vicente, a partir de 1º de agosto o paciente será acolhido por um profissional de saúde que vai classificar o caso em baixa, média ou alta complexidade. A partir da avaliação, o paciente será admitido no hospital ou encaminhado para outro serviço. Os casos de baixa complexidade que envolvam munícipes de Jundiaí serão encaminhados aos PAs municipais, obedecendo a divisão territorial adotada pela Secretaria de Saúde.

Os casos de baixa complexidade que envolvam usuários de outros municípios serão contrarreferenciados para os serviços indicados pelas Secretarias de Saúde dos municípios de origem, respeitando a capacidade de atendimento de cada município e as necessidades de cada caso.

O PA Central fica na rua Prof. Luiz Rosa, 77, em frente à praça D. Pedro II; o PA Hortolândia, na avenida José de Castro Marcondes, 510; o PA Retiro, na rua Maria Lucia de Almeida, 100; e o PA da Ponte São João, na rua Santo Antonio, 191.

%d blogueiros gostam disto: