Moça mentiu sobre estupro no Alphaville

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jundiaí descobriu que a jovem, da Vila Maringá, que denunciou estupro coletivo na noite desta quinta-feira mentiu para os pais e para a Polícia.

A equipe da delegada Lígia Capelette Basile Bonito foi atrás dos supostos “autores” do crime e a chefe das investigadoras, Lilian, interrogou a jovem várias vezes, até que a moça caiu em contradição.

A jovem de 17 anos, que disse ter sido levada para as obras do Alphaville Jundiaí, por quatro homens em um Gol, preto, entre 18 horas e 23h30 acabou confessando que passou a noite com o ex-namorado e mentiu porque ficou com medo de levar bronca do pai.

Agora a delegada vai indiciar a jovem por falsa comunicação de crime, devendo responder processo na Justiça.